O Canivete Films

Kill Bill

Kill Bill foi inicialmente planejado como um único filme, mas devido à longa duração que teria, o diretor Quentin Tarantino e os produtores da Miramax Films acabaram concordando em dividi-lo em duas partes, com diferença de seis meses entre os lançamentos.
Tarantino deu a protagonista de Kill Bill a Uma Thurman como presente pelo seu aniversário de 30 anos em 2000. Ele teve a idéia do roteiro ainda durante as filmagens de Pulp Fiction – Tempo de Violência (1994).
Inicialmente, seria Warren Beatty o intérprete de Bill no filme. Após sua saída do projeto, Kevin Costner chegou a ser sondado, mas ele preferiu rodar Pacto de Justiça (2003). Jason Biggs e Jacqueline Bisset também estiveram cotados para atuar em Kill Bill.
Quentin Tarantino escolheu três atores de diferentes nacionalidades para representar seus países em Kill Bill. No filme, Gordon Liu representa a China, Sonny Chiba o Japão e David Carradine os Estados Unidos. E declarou ainda que, caso ainda estivesse vivo, teria convidado Bruce Lee para atuar no filme.
Foram utilizados 450 galões de sangue falso nos dois filmes de Kill Bill.
Esta é a 2ª vez que o diretor Quentin Tarantino e a atriz Uma Thurman trabalham juntos. A anterior fora em Pulp Fiction.
A versão japonesa de Kill Bill possui mais violência explícita que a americana.